Maiana Bonotto: Como deixei a advocacia e me tornei criadora de conteúdo

Maiana Bonotto
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal
Formada em direito, habilitada pela OAB e pós-graduada em Direito Tributário, Maiana decidiu que seu grande desejo era encontrar uma profissão que a fizesse ter propósito de vida.

Desde pequena tive um contato muito próximo com o mundo da beleza. Cresci vendo minha mãe, uma mulher vaidosa que sempre foi minha inspiração, se maquiar todos os dias pela manhã e se arrumar mesmo que ela não fosse sair de casa. 

Com o passar do tempo, entendi que esse autocuidado fazia parte da rotina dela e que isso trazia mais confiança e autoestima. Essa percepção, com certeza, foi um dos fatores que fizeram com que eu me apaixonasse pelo universo da Beleza e, posteriormente, contribuiu para uma grande transição de carreira na minha vida. 

Sou formada em direito, habilitada pela OAB e pós-graduada em Direito Tributário. Após dois anos advogando, entendi que esse não era exatamente o caminho que eu queria seguir. Com isso, surgiram alguns conflitos internos: meu grande desejo era encontrar algo ou alguma profissão com a qual eu me identificasse e me trouxesse um propósito de vida.

Sempre fui apaixonada por maquiagem e maquiava as minhas amigas, na época da faculdade, para festas. A partir disso, resolvi fazer um curso de maquiagem na Payot, em São Paulo, e foi então que me encontrei e comecei trabalhar como maquiadora profissional em um salão de beleza que é referência no Brasil.

Um ano depois, meu desejo era ir além, eu queria explorar mais meu lado artístico. Foi então que resolvi me aventurar e fazer um novo curso, agora de maquiagem para editoriais de moda e desfiles, na ITM, em Paris. Com muita dedicação, aprendi falar francês e morei três anos na Cidade Luz, o que me abriu muitas portas.

Em 2015, logo que cheguei na França, criei o Blog Makeup by Mai, onde compartilhava tudo que achava interessante e pudesse agregar na vida das mulheres que me acompanhavam pelo instagram, plataforma que eu utilizava para divulgar meus trabalhos como maquiadora.

Eu estava presente em todos eventos que pudessem me conectar com pessoas interessantes e comecei a divulgar nas minhas redes sociais produtos, dicas de lugares, restaurantes e mostrar um pouco do meu dia a dia. 

Logo, algumas marcas começaram a  entrar em contato comigo para saber como eu trabalhava e como poderiam enviar produtos e publicar no meu  blog e Instagram. Assim, percebi que o que eu estava fazendo, além da maquiagem, poderia ser uma oportunidade de negócio. 

Na época, não se falava em Influenciadores digitais e eu não fazia ideia como as pessoas ganhavam dinheiro com blogs. Fiz várias parcerias nas quais eu ganhava os produtos em troca da criação dos meus conteúdos. Eu sempre buscava entregar o melhor que podia, com muito profissionalismo e dedicação, e só indicava ítens que realmente fizessem sentido para mim e que eu consumiria. 

Após dois anos, fui convidada para ser parceira da marca francesa dos meus sonhos, a Dior. Foi aí que percebi que estava no caminho certo e que meu trabalho estava sendo reconhecido. A partir desse período, precisei tomar mais uma decisão muito importante na minha carreira: escolher se continuaria maquiando ou seria criadora de conteúdo, uma vez que estava difícil desempenhar as duas profissões ao mesmo tempo.

Foi então que resolvi dar um outro passo e me dedicar completamente ao mundo digital. Trabalho há seis anos como criadora de conteúdo, tenho muito orgulho da minha profissão e me sinto realizada. Coloco todo o meu amor no que faço.

O conteúdo expresso nos artigos assinados são de responsabilidade exclusiva das autoras e podem não refletir a opinião da Elas Que Lucrem e de suas suas editoras

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: