Assine nossa newsletter

Marcia Paron: Aparência e essência

Deixar uma marca no mundo significa expressar sua real identidade em vez de apenas reproduzir o que foi estabelecido
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

A busca pela imagem e marca pessoal perfeitas é, hoje, um dos temas mais falados. Todos estão em busca de expressar uma identidade visual autêntica e se posicionar por meio dela.

Tenho visto muita gente representar personagens, reproduzir ecos das regras das grandes mídias, sem levar em conta que a única maneira de se mostrar para o mundo com a força de uma imagem fortalecida, é alinhando interno e externo.

Para isso, é preciso ter como base a intuição, o que sentimos no coração, e principalmente, fazendo diferente ou a diferença.

Será que só consigo comunicar minha marca pessoal se eu estiver no feed das redes sociais em fotos ou vídeos? Expressar meu eu e transformar caminhos não pode também ser feito por meio de palavras e pensamentos que também fazem de mim única?

Será que aparecer com a roupa perfeita, a maquiagem ideal, o cabelo moderno, basta para eu deixar minha marca ao interlocutor?

Que triste é ter que construir uma imagem seguindo padrões, não é mesmo? Tenho visto pouca atenção aos conteúdos voltados para o ser, a essência, mas muito foco no “parecer que sou”.

Na verdade, no meu ponto de vista, a maior regra da expressão de um eu real e autêntico é não seguir a regra.

Talvez, a principal pergunta que você deva se fazer é: todo esse método que estou utilizando para construção de uma identidade visual de posicionamento está alinhado com meu coração, com minha alma?

É perceptível a quantidade de looks, dicas, regras e influências que estão por aí. Mas são poucas as pessoas que conseguem alinhar coração, paixão, essência e pensamento crítico com sua imagem e mensagem, de modo que haja sinergia entre todos os aspectos. Essa junção é fundamental para deixar uma marca no mundo e não ser apenas mais uma na multidão.

Nossa imagem pessoal importa. Importa mais ainda para nós mesmas, porque ela é um trabalho constante de autocuidado, autoconhecimento e autoestima.

Também importa porque imagem e estilo são formas de comunicação não verbais. Eles traduzem quem somos verdadeiramente, quando o coração também precisa estar conosco na constante expressão de nosso real eu.

Marcia Paron é coach de imagem e estilo, com mais de 28 anos de experiência no mercado da moda nacional e internacional.

O conteúdo expresso nos artigos assinados são de responsabilidade exclusiva das autoras e podem não refletir a opinião da Elas Que Lucrem e de suas suas editoras

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem:

Assine nossa newsletter