Nada de negócios à parte: conheça 10 casais que empreendem juntos

Do romance ao empreendedorismo, muitos casais já provaram que podem ter sorte no amor e nos negócios
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Quem disse que um casal não pode trabalhar junto, empreender e montar o seu próprio negócio? Unir a vida pessoal e profissional pode não ser uma tarefa fácil, mas muitos companheiros e companheiras apostam no equilíbrio entre a relação e o trabalho para conquistar os objetivos. 

MacKenzie Scott e Jeff Bezos talvez sejam um dos casais que foram mais bem-sucedidos quando decidiram empreender juntos. Apesar de em 2019 anunciarem o divórcio bilionário, em 1994 Bezos fundou a Amazon e teve sua ex-esposa como primeira e principal parceira de trabalho. A companhia, que no início era uma pequena livraria, atualmente é uma gigante do comércio eletrônico em todo o mundo.

Neste dia 12 de junho, em clima de Dia dos Namorados, nada de negócios à parte, afinal, muitos casais já provaram que podem ter sorte no amor e nos negócios. 

Conheça 10 casais que empreendem juntos

1. José Roberto Lamacchia e Leila Pereira

O casal José Roberto Lamacchia e Leila Pereira, juntos há mais de 35 anos, são donos das empresas Crefisa (atualmente Lamacchia é sócio e Leila presidente-executiva), Faculdade das Américas (FAM), Crefipar e mais nove negócios diversos. Os brasileiros têm um patrimônio estimado em R$ 3,6 bilhões, segundo a revista Forbes. O casal é apaixonado pelo Palmeiras e até se tornaram, em 2015, patrocinadores oficiais do clube.

2. Janaína e Jefferson Rueda

O casal Janaína e Jefferson Rueda fundaram juntos quatro empreendimentos de sucesso: o Bar da Dona Onça, A Casa do Porco e os mais recentes Hot Pork e a Sorveteria do Centro. Eles faturam R$ 18 milhões por ano com restaurantes que ficam no quadrilátero entre a Avenida Ipiranga e a Rua Rêgo Freitas, no centro da cidade de São Paulo. Na profissão, enquanto Janaína passa mais tempo cuidando da gestão dos negócios, Jefferson é mais presente no dia a dia da cozinha dos restaurantes.

3. Ugur Sahin e Öezlem Türeci

Hoje com 55 anos, Ugur Sahin figura entre os 100 alemães mais ricos, junto com sua mulher e colega de trabalho Öezlem Türeci, 53, filha de um médico turco. Eles começaram a empreender juntos em 2001, quando criaram a Ganymed Pharmaceuticals para desenvolver anticorpos contra o câncer. A principal contribuição do casal de pesquisadores para a ciência mundial teve início em 2008, quando criaram a BioNTech. O companheirismo no amor e nos negócios é tão importante que, em 2020, em parceria com a americana Pfizer, criaram uma vacina contra a Covid-19. Atualmente, Sahin é o executivo-chefe (CEO) da BioNTech e Türeci, a médica-chefe (CMO) da empresa.

4. Miuccia Prada Patrizio Bertelli

A estilista Miuccia Prada conheceu Patrizio Bertelli, um jovem toscano que fabricava bolsas desde sua adolescência, em uma feira na Itália. Eles estão casados há mais de 30 anos e decidiram administrar juntos o conglomerado Prada, que inclui as marcas Miu Miu, Azzedine, Allaia e Helmut Lang. Eles se casaram oficialmente em 1987 e a união dos dois foi essencial na junção de criatividade e empreendedorismo.

5. Luciano Huck e Angélica

O casal global Luciano Huck e Angélica também dão certo no amor e nos negócios. Eles não restringem o trabalho aos seus programas na televisão, mas também investem em salas de cinema, empresas e até em animações infantis. Os apresentadores se conhecem desde 2003, se casaram em 2004 e são pais de Joaquim, Benício e Eva.

6. Tara Baker e Arlia Hassell

O casal de australianas Tara Baker e Arlia Hassell decidiram empreender juntas quando foram procurar por revistas de casamento para organizar a própria festa. Elas não conseguiam encontrar uma que tivesse em suas páginas algo parecido com o que elas esperavam. O casal não se agradou nem mesmo com revistas voltadas para o público LGBTQIA+. “Elas eram muito estereotipadas. Uma festa com bandeiras de arco-íris não era o que queríamos”, afirmou Tara em entrevista ao site da “Forbes”. As noivas decidiram lançar a própria revista. Em novembro de 2017, publicaram a primeira edição da Dancing With Her (“dançando com ela”, na tradução do inglês). Hoje a revista já tem várias edições publicadas e o negócio já conta com mais de 200 mil seguidores no Instagram.

7. Giovanna Ewbank e Bruno Glagliasso

Um dos casais mais famosos do Brasil, Giovanna Ewbank e Bruno Glagliasso empreendem em diversos ramos. Eles são sócios do restaurante Le Manjue Organique, em São Paulo, têm participação em três espaços de crossfit, são donos do evento de MMA Fight 2 Night, têm franquias do restaurante Burger Joint, são donos do salão Espaço Gioh e ainda mantêm uma pousada em Fernando de Noronha, a Maria Bonita.

8. Beyoncé e Jay-Z

A cantora Beyoncé e o rapper Jay-Z são casados desde 2008. Além de serem os queridinhos da música, o casal dá muito certo nos negócios. Eles são sócios de diversos empreendimentos em diferentes ramos, entre eles o Tidal, streaming de música. A cantora tem a sua própria gravadora, a Parkwood Entertainment, que foi fundada em 2008, é dona de um serviço de entrega de comidas vegetarianas e tem a sua famosa linha de roupas Ivy Park. Em 2018 ele e Beyoncé tinham uma fortuna conjunta estimada em US$ 1,25 bilhão. O patrimônio da compositora foi calculado em US$ 355 milhões e a de Jay-Z, US$ 900 milhões.

9. Winnie e Per Enevoldsen

Em 1982, o casal Winnie e Per Enevoldsen decidiu abrir um negócio e criou uma pequena joalheria em Copenhague, na Dinamarca, onde vendiam objetos que compravam da Tailândia. A empresa cresceu, e, em 1987, passaram a criar joias com design próprio. Em 1997, a joalheria chamada de “Pandora” ganhou fama mundial. Em 2000, eles inventaram uma pulseira com miçangas, em que os clientes podiam criar acessórios e juntar os pingentes que mais gostavam. O casal Enevoldsen está na lista dos mais ricos da Dinamarca.

10. Eli e Jen Crane

O casal Eli e Jen Crane fundaram juntos a Bottle Breacher, uma empresa que transforma balas de calibre .50 em abridores de garrafa. Em algumas entrevistas, eles já contaram que o negócio em casal precisa ter a mesma dedicação de um casamento. O lema é que todo empreendedor deve ter os mesmos pilares da relação amorosa, como adaptação e comprometimento. O negócio deu tão certo que eles projetavam arrecadar US$ 900 mil em seu segundo ano de funcionamento, mas chegaram perto de US$ 2,5 milhões.

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: