Assine nossa newsletter

Tina Turner vende direitos musicais para BMG

A cantora tem 10 álbuns solo de estúdio, dois álbuns ao vivo, duas trilhas sonoras e cinco compilações, que juntos venderam mais de 100 milhões de cópias
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
Tina Turner vende direitos musicais para BMG
Tina Turner em Milão em 2011 (Foto: Stefano Rellandini/Reuters)

A estrela do soul e do rock Tina Turner vendeu os direitos de seu catálogo musical para a empresa BMG, a mais recente cantora a fechar um acordo do tipo para seu trabalho.

Em um comunicado nesta quarta-feira (06), a BMG, de propriedade da empresa de mídia alemã Bertelsmann AG, disse que seria “parceira em todos os interesses musicais de Tina Turner”.

OLHA SÓ: Mulher na liderança de empresa ainda é raridade no Brasil

O acordo inclui as participações da artista em suas gravações, as de sua editora musical, os direitos conexos e de nome, imagem e semelhança. A BMG não divulgou o valor do negócio.

A cantora de “What’s Love Got to Do With It” e “The Best”, de 81 anos, lançou sua carreira solo na década de 1980.

Antes disso, Turner e o ex-marido Ike Turner, que morreu de overdose de cocaína em 2007, tiveram grande sucesso no final dos anos 1960 e início dos anos 1970. Eles se divorciaram em 1978 após um casamento turbulento durante o qual a cantora alegou ter sido espancada.

Turner tem 10 álbuns solo de estúdio, dois álbuns ao vivo, duas trilhas sonoras e cinco compilações, que juntos venderam mais de 100 milhões de cópias, disse a BMG, acrescentando que a Warner Music permanecerá como a gravadora da vencedora do Grammy.

“Como qualquer artista, a proteção do trabalho da minha vida, minha herança musical, é algo pessoal”, disse Turner no comunicado. “Estou confiante de que com a BMG e a Warner Music meu trabalho está em mãos confiáveis e profissionais.”

“A jornada musical de Tina Turner inspirou centenas de milhões de pessoas em todo o mundo e continua alcançando novos públicos”, disse o presidente-executivo da BMG, Hartwig Masuch. “Estamos honrados em assumir o trabalho de gerenciar os interesses musicais e comerciais de Tina Turner. É uma responsabilidade que levamos a sério e buscaremos diligentemente. Ela é de fato simplesmente a melhor.”

(Com Reuters)

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL Newsletter

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Participe da live Meu Primeiro Investimento

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem:

Assine nossa newsletter