Principais notícias do mercado para essa quinta-feira

A divulgação do IPCA de maio mostra um sinal de uma retomada e aquecimento econômico no Brasil
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

As bolsas norte-americanas permaneceram em clima de cautela nos Estados Unidos, seguindo a preocupação com a inflação do país que será divulgada hoje. Com isso, o S&P500 (índice que representa a performance das 500 maiores empresas dos EUA) fechou com uma queda de 0,18%.

Existe um clima otimista com a reunião dos ministros comerciais da China e dos Estados Unidos em uma tentativa de estreitar os laços comerciais. Os dois países travaram uma guerra comercial ano passado e essa reaproximação foi vista com bons olhos pelo mercado. Durante o governo Trump, houve a proibição de algumas redes sociais chinesas como o TikTok e essa medida foi revogada pelo presidente Joe Biden.

OLHA SÓ: Principais notícias do mercado para quarta-feira

Após uma declaração do presidente norte-americano sobre a doação de doses da vacina contra a Covid-19 para países pobres, existe uma expectativa do G7 (reunião que junta as sete principais economias do mundo) prometer a doação de mais doses no auxílio ao combate à pandemia.

A bolsa brasileira fechou com uma leve alta de 0,09% aos 129.906 pontos, ainda longe da máxima histórica alcançada nessa semana. A divulgação do IPCA de maio, apesar de gerar um receio sobre uma inflação acima da meta definida pelo Banco Central, mostra um sinal de uma retomada e aquecimento econômico no Brasil. Entretanto, a bolsa também foi afetada pela cautela do mercado internacional.

Dentre os destaques das empresas, a B3 (bolsa de valores brasileira) foi vista com receio após a possibilidade de uma nova competidora no mercado. A Eletrobrás segue otimista com o processo de privatização, que tem gerado uma expectativa alta entre os investidores. Setor de varejo foi afetado pela realização de lucros, quando os investidores vendem parte ou o total de suas ações para desfrutar do lucro da valorização de seus pepéis.

Carol Proença é estudante de Economia e especialista de investimentos certificada

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: