Assine nossa newsletter

Bolsa brasileira fechada e índices em alta no exterior

Investidores no exterior aliviados com um recuo na disparada da cotação do petróleo
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Dia de bolsa fechada no Brasil, mas mercados internacionais operando normalmente. São eles que ditam o que deve acontecer na abertura da bolsa brasileira amanhã. O retorno dos negócios após um feriado é, em geral, ver nas primeiras horas de pregão uma “correção” do mercado brasileiro ao que ocorreu no exterior um dia antes.

Na manhã desta terça-feira 12, os índices futuros nas bolsas dos Estados Unidos subiam por conta de uma interrupção do rally da cotação do petróleo. Essa relação tem a ver com os temores de uma disparada na inflação daquele país e o impacto que teria na recuperação da economia dos efeitos da pandemia de Covid-19.

LEIA MAIS: Pergunte à especialista: como investir nos Estados Unidos

A agenda também será mais forte amanhã, com a divulgação de inflação nos Estados Unidos pela manhã e ata da última reunião do FED, o Federal Reserve, banco central norte-americano. O texto da ata, com a visão sobre a economia dos membros do comitê, dará uma ideia aos investidores sobre os planos da instituição para o fim da política de incentivos, da injeção de capital na economia por meio de compra de ativos. A ata do Fed será anunciada às 15h, horário de Brasília. Então, teremos um dia de expectativa e muita emoção no pregão já nas últimas horas de negócios.

O mercado de câmbio também está fechado hoje neste feriado da padroeira do Brasil. Ontem, o dólar oscilou e acabou fechando com valorização de 0,42% a R$ 5,54. A valorização da moeda norte-americana em detrimento do real não deve dar trégua enquanto a agenda política brasileira não estar alinhada com as reformas aguardadas pelo setor produtivo do país.

Ontem, a XP Inc. anunciou prévia operacional do terceiro trimestre de 2021 com 40% de alta nos ativos sob custódia na comparação anual a R$ 789 bilhões. Em relação ao trimestre anterior, houve queda de 3%. A captação líquida total da XP atingiu R$ 37 bilhões no período com queda de 50,7% na comparação com o segundo trimestre.

Na bolsa tecnológica Nasdaq, as ações da XP caíam 2,11% a US$ 36,25 por volta das 10h39, horário de Brasília.

Luciene Miranda é repórter especial na Elas Que Lucrem

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Participe da live Meu Primeiro Investimento

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem:

Assine nossa newsletter