Assine nossa newsletter

Amanda Gomes: Você não precisa decidir tudo na hora

Com a sociedade cada vez mais acelerada, somos cobrados por respostas imediatas, mas é importante ter em mente que é sempre possível pedir um minuto para pensar
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Você é impulsivo? Seu chefe é impulsivo? Você consegue lidar bem com isso? A impulsividade é um grande problema na sociedade atual. Quando não somos nós que queremos tudo na hora, são as pessoas com as quais convivemos que nos demandam tarefas que devem ser cumpridas em prazos cada vez menores.

Parece que somos cobrados por respostas imediatas e, se não as dermos, algo muito sério pode acontecer. O sentimento, na prática, é uma emoção desconfortável. Você se identifica com situações desse tipo? 

LEIA MAIS: Precisamos saber a hora de parar

A pergunta é: quem disse que você tem que decidir na hora?

Eu sempre fui uma pessoa impulsiva, daquelas que querem fazer as coisas acontecerem rápido – uma exigência pessoal para que tudo se desenrolasse na minha velocidade. 

Até que, certa vez, ouvi um conselho que fez todo sentido e, ainda hoje, procuro pensar nessa frase que agora compartilho com vocês.

A pessoa sugeriu que, toda vez que eu me sentisse pressionada a decidir sobre algo de última hora, pensasse no seguinte: nós sempre teremos um minuto para refletir. O que pode acontecer em um minuto? O que pode acontecer em um minuto que nós não possamos nos dar esse tempo? Esse minuto pode ser valioso.

Sabe quantos pensamentos transitam na mente de um ser humano em 60 segundos? Mais de 1.800, um diferente do outro. Imagine quantas oportunidades você tem quando se dá o direito de ter esse tempo para refletir.

O que eu quero dizer com tudo isso é que, toda vez que você se sentir pressionada a ter que decidir algo de última hora, dar uma resposta imediata ou passe por uma situação na qual se sinta encurralada, permita-se parar um tempo antes de dar sua resposta ou tomar uma decisão. Para isso, respire e, se possível, saia do ambiente onde a pressão está sendo exercida. Também não tenha medo de dizer ao seu chefe que precisa de um minuto para pensar.

Eu aposto que ele lhe concederá esse tempo. É elegante, educado e você poderá avaliar a situação com calma, evitando cometer erros ou se arrepender de algo que tenha sido dito por impulso.

Espero que essa dica simples e poderosa possa, de fato, impactar a sua vida da mesma forma como fez com a minha. Depois dela, eu melhorei minhas relações e tomei decisões mais assertivas – tudo graças a esse minutinho.

Amanda Gomes é graduada em Administração de Empresas, pós-graduada em Gestão de Varejo pela Fia USP, possui MBA Executivo pela Fundação Dom Cabral e é CEO e cofundadora do Instituto Geração Soul

O conteúdo expresso nos artigos assinados são de responsabilidade exclusiva das autoras e podem não refletir a opinião da Elas Que Lucrem e de suas suas editoras

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL Newsletter

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Participe da live Meu Primeiro Investimento

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem:

Assine nossa newsletter