Assine nossa newsletter

Cantora Iza é eleita pela revista Time como uma das líderes da próxima geração

A Time destaca a trajetória da brasileira e como ela se tornou uma das importantes vozes contra o racismo no Brasil
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

A cantora Iza, 30, foi eleita pela revista norte-americana Time como uma das personalidades líderes da próxima geração.

Ao anunciar os escolhidos, na sexta-feira (28), a revista ressaltou que ela usa sua visibilidade para combater o racismo no Brasil, traçando um panorama sobre a desigualdade racial no país.

“A minha responsabilidade é pesada. As pessoas morrem todos os dias devido ao racismo aqui”, explicou Iza na matéria da Time. “Não falo sobre racismo porque é um assunto de que gosto muito. Falo sobre isso porque é necessário. Posso dizer muito através da música. Nosso microfone é uma arma e precisa ser usado”, afirmou a cantora.

OLHA SÓ: Mulheres ocupam 14% dos cargos em conselhos de administração de empresas brasileiras

Em suas redes sociais, a cantora comemorou o reconhecimento internacional. “Mamma, eu tô na Time. Que honra fazer parte da lista “Next Generation Leaders” de 2021! Não consigo acreditar! Muito obrigado Time Magazine e Jenna Caldwell por essa maravilhosa oportunidade! Deus é bom!!!”, escreveu. Em 2020, Iza também foi eleita a Mulher do Ano pela GQ Brasil.

Confira a lista completa de 2021:

  • Akwaeke Emezi, videoartista e escritor não binário da Nigéria;
  • Anthony Ramos, cantor e ator norte-americano;
  • Anna e Mizuki Nakajima, gamers japonesas criadoras de empresa que faz animes voltados ao público feminino;
  • Mory Sacko, chef francês premiado com uma estrela no Guia Michellin;
  • Grace Tame, ativista australiana que luta pelas vítimas de abuso sexual;
  • Yves Moussalam, vulcanólogo francês que estuda o efeito dos gases vulcânicos nas mudanças climáticas;
  • Trevor Stuurman, artista multivisual da África do Sul;
  • Zarifa Ghafari, advogada e ativista do Afeganistão que luta pelos direitos das mulheres no país; 
  • Kyra Condie, alpinista americana que vai competir nos Jogos Olímpicos de Tóquio e defende uma maior diversidade no esporte. 

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem:

Assine nossa newsletter