Assine nossa newsletter

EQL Indica: 7 dicas culturais para o fim de semana

Atividades prazerosas ajudam a aliviar o estresse e podem ser cheias de conhecimentos
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Finalmente chegou a hora de curtir o fim de semana. É importante usar esses dias para se distrair, já que o lazer ajuda a reduzir o estresse e melhora a produtividade para a semana seguinte.

Pensando nisso, a Elas Que Lucrem separou algumas dicas que podem ajudar a relaxar e ainda trazer conhecimento de um jeito prazeroso. Veja, a seguir, 7 dicas culturais para o fim de semana:

1. Podcast

“Sexoterapia”

Apresentado pela sexóloga Ana Canosa e pela jornalista Bárbara dos Anjos Lima, “Sexoterapia” se dedica a debater questões sobre sexo, sexualidade e relacionamento no mundo atual de forma leve e sem tabu. Com oito temporadas disponíveis no Spotify, cada uma delas possui uma abordagem diferente, como os pecados capitais da cultura cristã, histórias de mulheres reais e sua relação com o sexo, a masculinidade, questões geracionais, voyerismo e traição. O programa também conta sempre com participação de convidadas. Os episódios vão ao ar sempre às quartas-feiras, às 19h.

2. Filme

“A Vida Invisível”

“A Vida Invisível”, longa dirigido por Karim Aïnouz, conta a história de duas irmãs: Eurídice, personagem de Carol Duarte, e Guida, interpretada por Julia Stockler. Filhas de pais portugueses e conservadores, as duas se distanciam ainda jovens e a trama se desenrola ao mostrar a angústia do reencontro.  Com participação especial de Fernanda Montenegro, o filme trata de temas dos anos 1980, mas ainda atuais: o papel da mulher na sociedade, a família patriarcal e a autoridade do homem.

3. Livro 

“A Mulher na Janela”, A. J. Finn

A obra conta a história de Anna Fox, que vive sozinha em uma casa que um dia abrigou sua família. Separada do marido e da filha, ela sofre com uma fobia que a mantém reclusa. Anna passa os dias bebendo vinho, vendo filmes e até espionando os vizinhos. A história ganha outro rumo quando Anna descobre que os Russells, uma família com pai, mãe e filho, muda-se para o outro lado do parque. Sua rotina muda completamente a partir do momento que ela passa a observar todos os dias a família e percebe que há algo errado.

4. Curso livre 

Acordo Ortográfico: A Nova Ortografia da Língua Portuguesa, Senac

O curso apresenta as regras da língua portuguesa segundo o último acordo ortográfico, que se tornou obrigatório em 2016. Com uma carga horária de 20 horas e possibilidade de conclusão em até 30 dias após a matrícula, as aulas abordam o histórico dos acordos e o significado da língua em diversos países falantes do português, além das principais regras de uso e alterações sofridas no último tratado. Oferecido pelo Senac, o curso possui taxa única de R$ 86,42.

5. Exposição

“Zahy Guajajara” – MASP

Na vídeo-instalação “Zahy Guajajara”, a atriz que dá nome à exposição apresenta duas histórias em formato de arte visual. O primeiro vídeo, intitulado “Aiku’è zepé [Ainda r-existo]”, manifesta as inquietações do corpo e da mulher indígena que luta para sobreviver ao caos deixado pela “civilização”. No segundo vídeo, “Pytuhem – Uma carta em Defesa dos Guardiões da Floresta”, continuação do primeiro, Zahy Guajajara conta, por meio da sua história,a luta dos povos indígenas e denuncia a realidade dos Guardiões da Floresta, um grupo de Guajajaras que luta pela preservação da floresta, do seu povo e da sua identidade. A mostra, com curadoria de Adriano Pedrosa, fica no MASP até o dia 28 de dezembro.

6. Perfil para seguir

@lorenzavalloto

Com seus Reels de humor, a criadora de conteúdo Lorenza Valloto ganhou fama por suas dublagens usando mãozinhas de bonecas, que deixam os vídeos ainda mais engraçados. A artista tem mais de 230 mil seguidores no Instagram e quase 700 mil no TikTok.

7. Série

“Them”, Amazon

A série está disponível na Amazon Prime Vídeo e é dividida em dez episódios de, aproximadamente, 50 minutos cada. “Them” conta a história de uma família negra que se muda do sul dos Estados Unidos para a Califórnia na década de 1950. O casal Henry (Ashley Thomas) e Lucky Emory (Deborah Ayorinde) tenta fugir de traumas do passado, mas, ao chegar ao novo lar, depara-se com a perseguição de vizinhos racistas e uma aparição sobrenatural. 

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL Newsletter

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Participe da live Meu Primeiro Investimento

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem:

Assine nossa newsletter